Seguradoras Vida

Os nossos clientes estão entre os melhores do mundo. Fazem parte da nossa história. São o nosso legado.

Abarcamos todas as áreas do setor segurador: Companhias de Seguro de Vida, Companhias de Seguro Não Vida e Sociedades Gestoras de Fundos de Pensão.

O nosso principal desígnio é o desenvolvimento de soluções que sejam autênticas mais-valias para os clientes e que respondam com eficácia às suas necessidades. Ao longo do tempo temos vindo a construir soluções de qualidade e por isso relações duradouras.

Trabalhamos diariamente para colocar à disposição dos nossos clientes o nosso know-how e experiencia com a intenção de prestar um serviço único e de excelência.  Por isso cada um dos clientes possui um gestor inteiramente dedicado que conhece profundamente os desafios da companhia. Privilegiamos a proximidade e cooperação porque em conjunto somos mais fortes.

Home

Perfil

A Açoreana Seguros nasceu no dia 2 de abril de 1892 “em pleno coração da cidade de Ponta Delgada” e desde então tem alargado a sua atividade um pouco por todo o país.

Em 1999, a Açoreana concluiu o processo de aquisição da Oceânica – Companhia de Seguros e em 2002 reforçou o seu papel de expansão no mercado através da fusão com as empresas O Trabalho – Companhia de Seguros, S.A. e O Trabalho Vida – Companhia de Seguros, S.A. No ano de 2010, concluiu o processo de aquisição da Global Seguros.

A Açoreana desenvolve a sua atividade única e exclusivamente em Portugal, operando nos ramos Vida e Não vida e detendo uma vasta rede de canais de distribuição. É uma das quatro maiores seguradoras a atuar em Portugal no ramo Não vida.

Em 1993, como forma de centralizar todas as suas operações numa só solução e de modernizar as infraestruturas tecnológicas, adota as soluções i2S Vida e i2S Não vida. Foi em parceria com a i2S que a Açoreana se tornou numa das maiores seguradoras portuguesas, estando as suas diversas linhas de negócio assentes nas soluções i2S.

Em 2016 foi adquirida pela Apollo Global Management, o que originou processo de fusão legal das seguradoras T-Vida, Logo e Açoreana na Tranquilidade, que alterou a sua denominação social para Seguradoras Unidas, S.A. No entanto, a Açoreana continua a atuar no mercado com a mesma marca e a i2S permanece como parceiro de eleição no que diz respeito à gestão da plataforma de seguros.

Cases

Implementação SIV: i2S Channels

A implementação do canal de distribuição Não vida da Açoreana foi um ponto de viragem da companhia no que diz respeito aos serviços prestados aos seus clientes através da sua rede de agentes, aumentando a eficiência na emissão de novos contratos, bem como a produção da própria seguradora.

O projeto de implementação decorreu de forma gradual e faseada, passando a companhia a definir e criar qualquer produto, com a sua disponibilização imediata no canal de distribuição. Desta forma, os corretores/mediadores podem emitir contratos automática e instantaneamente, sem necessitar de recorrer “fisicamente” à seguradora, sendo o contrato processado e emitido através de um único processo.

A solução i2S Channels possui um módulo de aceitação de risco, que tem como objetivo controlar a aceitação do negócio, de acordo com determinados parâmetros pré-estabelecidos pela seguradora, relativamente à emissão de contratos por parte de entidades externas (mediadores, corretores).

A par desta implementação, foi também associado o canal de distribuição de Vida, possibilitando assim a uniformização num só canal de distribuição: Sistema Integrado de Vendas (SIV). Com este desenvolvimento, a solução i2S Channels cobre todas as áreas de negócio da Açoreana, proporcionando aos agentes a garantia de lançamento de um contrato de vida ou de não vida a partir da mesma plataforma – o SIV.

Concretamente, as características da solução i2S Channels permitiram descentralizar alguns dos serviços da seguradora, o que possibilitou aumentar a qualidade dos mesmos perante os seus clientes: os agentes passaram a conseguir emitir/alterar contratos “à frente do cliente”, o que originou um incremento da produção da companhia, uma vez que o número de contratos emitidos aumentou consideravelmente.

Referências

Rui Palma | Head of IT

Voltar